Melhores dietas para perder peso

As melhores dietas e mais populares prometem perda de peso de forma rápida e outros benefícios para a saúde, mas, na maioria das vezes, não há evidências científicas que apoiem o uso desses modelos de ingestão alimentar. Além disso, essas dietas costumam ser nutricionalmente desequilibradas e ineficazes a longo prazo.No entanto, existem algumas dietas de “moda” que foram desenvolvidas para produzir perda de peso por meio de estudos controlados e de alta qualidade. São dietas que podem ser saudáveis e bem equilibradas.

Aqui estão algumas das dietas “da moda” que realmente funcionam:

Dieta Atkins

A dieta de Atkins é a mais famosa dieta para perda de peso sem carboidratos do mundo.Criada pelo cardiologista Robert Atkins no início da década de 1970, a dieta Atkins afirma produzir rápida perda de peso sem passar fome.A dieta consiste em quatro etapas, incluindo uma fase de indução inicial de duas semanas que restringe os carboidratos a 20 gramas por dia, ao mesmo tempo que permite quantidades ilimitadas de proteína e gordura.

Durante essa fase, seu corpo começa a converter gordura em compostos chamados cetonas para a sua utilização como fonte principal de energia.Depois disso, a dieta de Atkins pede a seus seguidores que adicionem gradualmente seus carboidratos em incrementos de 5 gramas para determinar seus “níveis críticos de carboidratos” a fim de perder peso e manter a perda.

Estudos que compararam a dieta de Atkins com outras revelaram que essa dieta se mostrou mais efetiva para a perda de peso. Em um dos trabalhos, 311 mulheres com sobrepeso seguiram a dieta Atkins, a dieta Ornish com baixo teor de gordura, a dieta LEARN ou a dieta Zone pelo período de um ano. O grupo Atkins perdeu mais peso do que qualquer outro.

Dieta South Beach

Como o Dr. Atkins, o Dr. Arthur Agatston foi um cardiologista interessado em ajudar seus pacientes a perder peso de forma sustentável e sem passar fome. Ele gostava de certos aspectos da dieta Atkins, mas estava preocupado se o uso irrestrito de gorduras saturadas poderia aumentar o risco de doença cardíaca.Portanto, em meados da década de 1990, ele criou uma dieta de baixo teor de gordura e proteína chamada Dieta de South Beach.

Embora o estágio 1 da dieta seja baixo em carboidratos e muito baixo em gordura, a dieta é menos restritiva nas fases 2 e 3, que permitem quantidades limitadas de todos os tipos de alimentos não processados, mantendo alta a ingestão de proteína.

A dieta incentiva uma alta ingestão de proteína, porque a proteína tem que queimar mais calorias durante a digestão do que carboidratos ou gordura.Além disso, a proteína estimula a liberação de hormônios que suprime a fome e pode ajudar as pessoas as se sentirem saciadas por horas.

Dieta Vegana

As dietas veganas tornaram-se muito populares entre as pessoas que procuram perder peso.Veganos foram criticados por serem desequilibrados e extremos por não comerem produtos de origem animal. Por outro lado, eles também foram elogiados por adotarem uma postura ética e saudável na alimentação.

Importante destacar que dietas veganas podem ser saudáveis ​​ou não saudáveis, dependendo dos tipos de alimentos que elas contêm. É improvável que você possa perder peso ao comer grandes quantidades de alimentos e bebidas processados.

No entanto, estudos mostraram que dietas veganas baseadas em alimentos integrais podem levar à perda de peso e podem reduzir vários fatores de risco para doença cardíaca.

Um estudo controlado por seis meses com 63 adultos com excesso de peso comparou os resultados de cinco dietas diferentes. Aqueles do grupo vegano perderam mais de duas vezes peso do que aqueles em outros grupos. Estudos mais longos mostraram que dietas veganas podem produzir resultados impressionantes.

Em um estudo controlado por dois anos com 64 mulheres com excesso de peso aquelas que fizeram uma dieta vegana perderam quase quatro vezes mais peso do que as mulheres do grupo da dieta com baixo teor de gordura.